icon-arrow

Cadastro finalizado com sucesso.

Sua farmácia já está cadastrada e aguarda aprovação da administração da ABRAFARMA para ser publicada.

Cadastro finalizado com sucesso.

Seu cadastro está finalizado com aprovação da administração da ABRAFARMA.

Cadastro EAD finalizado com sucesso.

Seu cadastro nos cursos livres está finalizado com aprovação da administração da Abrafarma.

Cadastro associado finalizado com sucesso.

Seu cadastro de associado está finalizado e aguarda aprovação da coordenação farmacêutica da sua empresa.

Redes realizam mais de 14 mil atendimentos contra a obesidade

Scritta postou dia 04/05/2018 (atualizado 4 de Maio de 2018)


As redes associadas à Abrafarma realizaram a primeira etapa das Campanhas de Saúde 2018, entre os dias 26 e 30 de março. Com o tema “Obesidade, por que devo me preocupar com isso?“, em alusão ao Dia Nacional da Saúde e da Nutrição (31 de março), as farmácias ofereceram avaliações gratuitas de Índice de Massa Corporal (IMC), Circunferência Abdominal (CA) e análise da distribuição corporal por meio da bioimpedância.

Aderiram à ação 14 redes, totalizando 1.138 estabelecimentos. Foram atendidas 14.028 pessoas no período, sendo 65% mulheres e 35% homens. Sete a cada dez indivíduos avaliados estavam na faixa de sobrepeso ou obesidade, segundo critérios de IMC – com prevalência de 47% de sobrepeso e 25,1% de obesidade no grupo avaliado.

As mulheres apresentaram frequência de sobrepeso inferior aos homens (46,2% x 48,4%) e também de obesidade (24% x 27,2%). Por outro lado, proporção maior de mulheres (47,4%) apresentou CA elevada (acima de 88 cm), em relação aos homens (33,9% com CA acima de 102 cm). No período, foram realizadas ainda 1.806 avaliações de distribuição corporal por bioimpedância.

“Essa ação demonstra o potencial de alcance das farmácias no rastreamento em saúde e educação da população. As campanhas são a porta de entrada para muitas pessoas que descobrem riscos de saúde e, assim, podem iniciar um trabalho de acompanhamento com o farmacêutico e o médico”, afirma o professor Dr. Cassyano Correr, coordenador do programa de Assistência Farmacêutica Avançada da Abrafarma.