icon-arrow

Cadastro finalizado com sucesso.

Sua farmácia já está cadastrada e aguarda aprovação da administração da ABRAFARMA para ser publicada.

Cadastro finalizado com sucesso.

Seu cadastro está finalizado com aprovação da administração da ABRAFARMA.

Cadastro EAD finalizado com sucesso.

Seu cadastro nos cursos livres está finalizado com aprovação da administração da Abrafarma.

Cadastro associado finalizado com sucesso.

Seu cadastro de associado está finalizado e aguarda aprovação da coordenação farmacêutica da sua empresa.

Prevenir o herpes zoster é fundamental para redução do risco de AVC

Scritta postou dia 07/11/2017 (atualizado 7 de novembro de 2017)


Pacientes que tiveram herpes zoster podem apresentar risco de acidente vascular cerebral aumentado em mais 50% três meses após o quadro, segundo estudo publicado pela Mayo Clinic Proceedings¹. Os dados são provenientes de uma grande coorte comunitária, no período de 1º de janeiro de 1986 a 1º de outubro de 2011, que comparou o risco de acidente vascular cerebral (AVC) e infarto agudo do miocárdio (IAM) em 4.862 adultos de Olmsted County, Minnesota, com 50 anos ou mais, com e sem herpes zoster; além de 19.433 indivíduos pareados por sexo e idade sem história da doença. As taxas de risco foram avaliadas para períodos de 3, 6, 12 e 36 meses após a herpes zoster, além do risco em longo prazo (até 28,6 anos).

Principais Resultados

Os indivíduos com herpes zoster apresentaram maior risco ou mais fatores de confusão para IAM e AVC. Ao controlar os múltiplos fatores de risco, aqueles com herpes zoster apresentaram maior risco de AVC três meses após a constatação do quadro clínico em comparação com aqueles sem história da doença (odds ratio, 1,53; IC 95%, 1,10-2,33; P = 0,04). Já a associação entre o herpes zoster e IAM em três meses não foi robusta. O herpes zoster não foi associado com um risco aumentado de acidente vascular cerebral ou IAM depois do período inicial de três meses.

Conclusões

O herpes zoster está associado a aumento em curto prazo do risco de AVC, o qual pode ser prevenido com medidas preventivas, como a vacina para herpes zoster, disponível nas redes privadas para pacientes de alto risco e acima de 50 anos. Trata-se de uma infecção causada pelo vírus varicela-zoster, mesmo agente da catapora. A doença acomete pessoas que tiveram catapora em algum momento da vida e ficaram com vírus latente (adormecido) em gânglios do corpo.

Referência

  1. Yawn BP, Wollan PC, Nagel MA, Gilden D: Risk of Stroke and Myocardial Infarction After Herpes Zoster in Older Adults in a US Community PopulationMayo Clin Proc 2015.

Texto reproduzido de farmaceuticoclinico.com.br

*Wálleri Reis é farmacêutica, mestre em ciências farmacêuticas pela Universidade Federal do Paraná e especialista pela Residência Multiprofissional em Atenção Hospitalar (HC-UFPR). É coautora dos manuais de serviços farmacêuticos da Abrafarma