icon-arrow

Cadastro finalizado com sucesso.

Sua farmácia já está cadastrada e aguarda aprovação da administração da ABRAFARMA para ser publicada.

Cadastro finalizado com sucesso.

Seu cadastro está finalizado com aprovação da administração da ABRAFARMA.

Cadastro EAD finalizado com sucesso.

Seu cadastro nos cursos livres está finalizado com aprovação da administração da Abrafarma.

Cadastro associado finalizado com sucesso.

Seu cadastro de associado está finalizado e aguarda aprovação da coordenação farmacêutica da sua empresa.

Prescrição potencialmente inapropriada em idosos

Scritta postou dia 12/12/2017 (atualizado 25 de Março de 2018)


Estudo irlandês indica que a intervenção farmacêutica pode reduzir a taxa de prescrições inapropriadas, particularmente para o omeprazol¹. Pacientes idosos normalmente apresentam multimorbilidade com consequente polifarmácia, situação que torna a prescrição desafiadora nessa população, com potencial para resultados adversos. Incluem-se, aí, interações medicamentosas e eventos adversos a medicamentos (EAM). Uma prescrição potencialmente inapropriada (PPI) descreve uma série de práticas subótimas de prescrição, especialmente o uso de medicamentos que apresentam um maior risco de EAM quando uma alternativa mais segura e/ou eficaz está disponível.

Considerando tal questão, o estudo OPTI-SCRIPT (Optimizing Prescribing for Older People in Primary Care) avaliou a eficácia de uma intervenção farmacêutica multifacetada para reduzir a PPI na atenção primária. Para tal, foi realizada uma análise randomizada controlada, em 21 práticas de atenção a idosos e 196 pacientes com PPI. Pacientes do grupo intervenção receberam intervenção farmacêutica complexa, multifacetada, com avaliação da farmacoterapia por meio de algoritmos farmacêuticos de tratamento, que oferecem opções terapêuticas recomendadas. Pacientes incluídos no grupo controle receberam cuidados habituais, com feedback simples.

A intervenção OPTI-SCRIPT, incorporando intervenção detalhada e multifacetada com um farmacêutico, e revisão da farmacoterapia com algoritmos de tratamento farmacêutico eletrônicos, foi eficaz na redução da PIP, sobretudo na modificação prescrição de inibidores de bomba de prótons – o principal medicamento inapropriado prescrito a nível nacional. A prescrição de medicamentos inapropriados em idosos é um problema de saúde pública. O estudo comentado indica que a avaliação de prescrições e intervenções farmacêuticas pode proporcionar redução no número de prescrições inapropriadas e no número médio de medicamentos inapropriados em uma mesma prescrição.

Referências

  1. Clyne B, Smith SM, Hughes CM, Boland F, Bradley MC, Cooper JA, Fahey T: Effectiveness of a Multifaceted Intervention for Potentially Inappropriate Prescribing in Older Patients in Primary Care: A Cluster-Randomized Controlled Trial (OPTI-SCRIPT Study)Ann Fam Med 2015, 13:545–553.

*Wálleri Reis é farmacêutica, mestre em ciências farmacêuticas pela Universidade Federal do Paraná e especialista pela Residência Multiprofissional em Atenção Hospitalar (HC-UFPR). É coautora dos manuais de serviços farmacêuticos da Abrafarma.